_____ANUNCIE AQUI E AJUDE NOSSO SITE_____

_____ANUNCIE AQUI E AJUDE NOSSO SITE_____
on domingo, 13 de abril de 2014
O Exército Brasileiro apresenta nesta segunda-feira (14), durante entrevista coletiva, detalhes da operação que vai perfurar mais 200 poços profundos em 20 municípios cearenses. A perfuração dos poços faz parte da Operação Pipa. O evento será às 9 horas, no Comando Geral do Corpo de Bombeiros.
O investimento será de R$ 8,8 milhões, segundo o coordenador da Operação Carro-Pipa do Exército Brasileiro no Ceará e Piauí, Coronel Claudemir Rangel. “A quantidade de municípios foi definida pelo Grupo de Trabalho (GT) de abastecimento d’água que temos aqui no Comitê da Seca para acompanhar essas demandas”, informou o secretário do Desenvolvimento Agrário e Coordenador do Colegiado, Nelson Martins. O GT é formado pela Secretaria de Recursos Hídricos (SRH), Companhia de Gestão de Recursos Hídricos (Cogerh), a Coordenadoria Estadual de Defesa Civil, a Companhia de Água e Esgoto do Ceará e Superintendência de Obras Hidráulicas (SOHIDRA).
Os municípios beneficiados são Crateús, Nova Russas, Quiterianópolis, Catunda, Ipaporanga, Alcântaras, Morrinhos, Irauçuba, Pereiro, Potiretama, Miraíma, Canindé, Palmácia, Piquet Carneiro, Pacoti, Mulungu, Aratuba, Pedra Branca, Itatira e Ererê. O Exército Brasileiro já perfurou 61 poços profundos no Estado do Ceará desde 2012.
Na ocasião, a Defesa Civil do Ceará também vai apresentar detalhes da operação que vai instalar mais 346 poços em 58 municípios, com 56 dessalinizadores e 290 chafarizes. De fevereiro a novembro de 2013, a Defesa Civil Estadual já limpou, bombeou e instalou 317 poços profundos, com 60 dessalinizadores e 257 chafarizes, tendo investido R$ 13,34 milhões.
O secretário do Desenvolvimento Agrário e coordenador estadual do Comitê, Nelson Martins, agradeceu a contribuição do Exército Brasileiro, tanto na perfuração de poços profundos como na Operação Carro-Pipa. “Estamos contando com a importante colaboração do Exército Brasileiro nessas operações que são fundamentais para o atendimento emergencial das famílias que mais precisam”.

Fonte.: SiteCearaagora
Todos sabemos da situação difícil que o município de Nova Russas está passando no âmbito politico administrativo por várias ocasiões que tem acarretado algumas impossibilidades de fluir uma gestão de progresso e desenvolvimento. 
A população precisa entender os efeitos que causam as ações do homem quando trabalha sem pensar no amanhã e toda ação tem a sua reação. A maquina pública que move o tesouro municipal da nossa cidade vem sofrendo grandes reações negativas pelo mau uso e o sucateamento desenvolvido ao longo dos últimos 20 anos por gestores que fizeram da prefeitura a sua casa de morada. 
Hoje a população está sofrendo as consequências e culpando pessoas que nada tem a ver com o que está acontecendo, mas como ele é a bola da vez, não falta quem não queira atirar uma pedra. 
Só temos a lamentar e ao mesmo tempo contar com a colaboração dos novarussenses que amam essa terra querida, pra ajudar o gestor público a administrar o nosso município. 
Quem ama sua terra, não pode remar contra a maré; principalmente quando estamos dentro do mesmo barco.
on terça-feira, 8 de abril de 2014
Tomamos conhecimento nesta terça feira (08) através dos profissionais Agentes de Combate as Endemias de Nova Russas do sério caos que o município está enfrentando com a proliferação do mosquito transmissor da dengue que está pondo em risco a população a cair numa grande epidemia. 
Segundo os profissionais da área, documentos informando a real situação já foram entregues ao Secretário de Saúde do município, porem até o momento não tomamos conhecimento de alguma ação preventiva e na proporção que passando o tempo, mais difícil ficará para obtermos o controle dos mosquitos.


DA REDAÇÃO – A situação é verdadeiramente preocupante e acredito que o prefeito municipal Gonçalo Diogo não tenha tido conhecimento de tais problemáticas que podem comprometer a saúde pública de Nova Russas e após esse informativo, esperamos que o mesmo venha tomar severas providencias para que isso seja evitado a tempo.